A importância da impermeabilização para piscinas

As piscinas de alvenaria são as queridinhas do verão, um sonho de consumo para muitas famílias, que almejam as qualidades da construção para o lazer.

A construção de uma piscina, entretanto, envolve uma série de cuidados. É preciso evitar problemas com a perda de água por infiltrações. Antes de investir, recomenda-se a compreensão da estrutura das piscinas, saber como detectar evaporação ou vazamentos e as principais formas de resolver os problemas.

Por que impermeabilizar piscinas?

Nas piscinas o volume de água exerce pressão contra as paredes e fundo, por isso a construção deve ser feita levando em conta esse fato, com a resistência adequada.

Não é preciso apenas compactar o solo antes da construção e construir as fundações, mas projetar corretamente toda a construção, como uma forma de evitar problemas estruturais nas piscinas de alvenaria.

De uma maneira geral, a evaporação é uma forma bastante comum de perda de água nas piscinas, principalmente em dias mais secos e quentes.

Entretanto, em casos em que o nível baixa consideravelmente, é preciso investigar a possibilidade de haver vazamentos.

Um teste simples pode ajudar a identificar o problema. Se for constatado um vazamento, será preciso refazer o serviço de impermeabilização da piscina.

A impermeabilização é fundamental para a segurança estrutural da piscina, já que infiltrações podem expor armaduras e causar processos corrosivos, prejudicando toda a construção.

Além disso, trata-se de uma medida para evitar a perda de água tratada, que significa o desperdício de energia e materiais.

Portanto, diante de sinais de vazamentos, é fundamental a contratação de uma empresa de impermeabilização, na qual os profissionais especializados saberão a melhor forma de resolver o problema o quanto antes.

Vazamento ou evaporação: como identificar?

Um teste simples, seguindo um passo a passo, pode ajudar a identificar se o esvaziamento da piscina está ocorrendo devido à vazamentos ou evaporação da água. Ele deve ser realizado em um período de tempo firme, sem chuva ou colocação de mais água na piscina. Os passos são os seguintes:

  1. Encha um balde com água, deixando 5 cm na borda;
  2. Marque no nível da água no balde e na piscina;
  3. Com madeira ou cano, prenda o balde dentro da piscina;
  4. Deixe as bordas do balde para fora da água;
  5. Após 48h, compare o nível da água.

Ao colocar o balde dentro da piscina, é possível igualar a temperatura de ambos. Se a baixa de água constatada for a mesma no balde e na piscina, é sinal de que foi causada apenas pela evaporação.

Mas se a água da piscina baixar muito mais do que a do balde, é grande a probabilidade de haver um vazamento, devido à falhas na impermeabilização.

Como resolver?

Se o problema for a evaporação em excesso da água da piscina, a melhor saída é o uso de capa ou cobertura para piscina.

O uso da capa também agrega outros benefícios, pois funciona como auxiliar na limpeza, impedindo a entrada de sujeira na piscina, além de também ajudar a manter a temperatura da água, principalmente em casos de piscinas aquecidas.

Por isso, há uma série de modelos, como a capa térmica ou a lona de proteção. A cobertura retrátil para piscina é outra possibilidade, mais moderna, prática e com as mesmas funcionalidades.

Mas no caso de problemas com a impermeabilização, geralmente a escolha inadequada de materiais ou falha na execução, levam à ocorrência de poros e fissuras, que causam os vazamentos. Nesse caso, o trabalho precisa ser refeito.

Refazendo a impermeabilização da piscina

Não vai adiantar o uso de capas ou toldos para impedir a perda de água da piscina se o problema está na sua impermeabilização.

Uma opção bastante benéfica é a cristalização. Esse processo funciona por meio da aplicação de um produto especial na água, com capacidade para vedar os pontos de perda, ao se depositar nas fissuras ou poros que causam os vazamentos.

Entretanto, o método pode não se mostrar eficaz, principalmente devido à variação de pH da água. Então restam duas opções para a impermeabilização.

A primeira é a retirada de todo o revestimento da piscina, após o seu esvaziamento, para a aplicação de um produto impermeabilizante para a vedação da caixa de concreto. A segunda é a substituição dos revestimentos por um bolsão de vinil ou tanque de fibra.

Vale a pena ressaltar que a consultoria de profissionais especializados é essencial para as decisões, pois a experiência pode ajudar a guiar o proprietário em busca da melhor solução para a piscina. A mão de obra qualificada, assim como a escolha de materiais de qualidade, também ajudam a evitar problemas e desperdícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *