Acessibilidade e segurança: Para além das escadas, equipamentos que são usados para desníveis

Quando se torna necessário trabalhar – e compensar – os desníveis, o foco é preservar a acessibilidade e a segurança das pessoas, dos colaboradores e, principalmente, das pessoas com necessidades especiais que frequentam o local.

Os diversos ramos industriais tem dado um foco maior nessas questões nos últimos tempos por conta da preservação de um ambiente de trabalho mais acessível e prático.

Por conta disso, o mercado tem criado diversos equipamentos para suprir esses desníveis, desde as tradicionais escadas até plataformas de elevação.

No artigo a seguir iremos entender um pouco melhor sobre esses equipamentos e como fazer a utilização adequada deles.

Segurança no trabalho e em alturas elevadas

O mercado tem inovado muito quando o assunto envolve a segurança para quem trabalha em alturas como em andaimes e as plataformas elevatórias, isso sem mencionar os equipamentos de segurança.

Isso ocorre porque esse tipo de serviço oferecem riscos a integridade física dos colaboradores.

Nesse contexto, existem diversos equipamentos que auxiliam a pessoa a manter firmeza durante o procedimento e, em casos de emergência, oferecem um segundo modo de se fixar em algum ponto e não acabar caindo.

Linhas de vida: O que são e para que servem?

Um dos dispositivos que tem se tornado mais comum para esse tipo de função são as linhas de vida para trabalho em altura, pois são constituídas de materiais e equipamentos que apresentam uma resistência mecânica adequada, como:

  • Cabo;

  • Corda;

  • Fita sintética;

  • Trilhos;

  • Vigas de metal.

Normalmente, para um sistema seguro, é realizada a instalação de dois tipos de linhas de vida, de materiais distintos e em pontos diferentes.

Desse modo, em caso de alguma falha do ponto de apoio, a outra ferramenta se mantém intacta e garante a segurança do operador.

Normalmente essa corda ou linha é presa em um equipamento de metal que é fixado no cinto do colaborador, possibilitando que ele se movimente o necessário para realizar a função e que, ao mesmo tempo, ele tenha firmeza em seus apoios, evitando que ele caia.

Guarda-corpo

O guarda-corpo é um dos equipamentos de segurança mais comuns não só para quem realiza o trabalho em alturas elevadas, mas para qualquer tipo de sacada que apresente algum tipo de elevação.

O guarda-corpo é o material que divide a parte interna da sacada da parte externa, realizando a segurança correta contra quedas e contra pressões mecânicas.

Outro uso comum deste item é abaixo dos corrimões, de modo a preservar a segurança em locais com crianças, pets e pessoas com mobilidade reduzida.

Existem muitos tipos de guarda-corpo, mas,o mais recomendado – tanto para quesitos de segurança quanto para quesitos estéticos – é o de vidro temperado.

Isso porque o material apresenta um processo de criação que o torna altamente resistente a abrasões, fissuras e pressões, sendo o item perfeito para esse tipo de aplicação.

Entendendo um pouco sobre elevadores residenciais

Um elevador residencial tem várias funções e, muitas delas, focadas em manter a segurança adequada. O elevador tem uma balança que calcula o máximo de peso suportado e, caso limite seja ultrapassado, ele não sai do lugar.

Além disso, é preciso organizar a parada em cada andar solicitado, tanto por quem está dentro quanto por quem está aguardando. Tudo isso é feito por um software instalado no próprio equipamento, mas com gerenciamento remoto.

O modelo mais recomendado é o elevador residencial hidraulico que utiliza um sistema de impulsionamento hidráulico posicionado na parte de baixo da cabine principal, garantindo um acionamento muito mais eficaz da subida ou do estacionamento da cabine.

Investindo na acessibilidade

Fora os pontos já abordados neste artigo, é preciso investir na acessibilidade, principalmente para pessoas com mobilidade reduzida.

Uma das formas mais eficientes de realizar esse procedimento e ainda poupar orçamento é na utilização de uma plataforma elevatória para deficientes que pode ser uma plataforma simples de elevação ou algum tipo de cadeira adaptada, tudo dependerá do que melhor se encaixe no projeto para cada ambiente.

Cadeira elevatória: Substituindo as escadas

A principal utilização deste equipamento é para auxiliar pessoas com mobilidade reduzida a subir as escadas.

Normalmente, ela é constituída por uma cadeira posicionada na lateral da escada e com acionamento elétrico (a partir de um botão ao alcance da pessoa mesmo após sentada na cadeira).

Quando o sistema é acionado, a cadeira realiza a elevação da pessoa em total segurança, principalmente por ter três pontos de apoio centrais e um cinto de segurança que trava a cintura da pessoa na cadeira.

Esse equipamento é a opção mais adequada para pessoas idosas e com riscos de queda durante a subida ou descida de escadas.

Em caso de interesse no equipamento a cadeira elevatória preço é acessível e pode ser encontrada com facilidade no mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *