Conheça mais sobre linha de vida

Os trabalhos em altura são diversos e isso se reflete nos recursos aplicados, principalmente quando se trata de segurança.

Garantir que os trabalhadores utilizem os equipamentos adequadamente é de responsabilidade dos empregadores.

Neste cenário, é interessante abordar a respeito da instalação de linha de vida, um equipamento empregado em prol de evitar acidentes, como quedas.

Para a aplicação da linha de vida, basicamente, são instaladas cordas ou fitas, associadas a ancoragens e a um cinto de segurança.

Por essa razão, essa alternativa também recebe o nome  de linha de ancoragem. A principal exigência é que seja utilizado em serviços com alturas acima de 2 metros ou em profundidade, em locais como os seguintes:

  • Andaimes;
  • Escadas;
  • Plataformas;
  • Escavações;
  • Minas;
  • Poços.

É imprescindível que o equipamento preveja a movimentação do colaborador no decorrer da extensão aplicada.

Por exemplo, se por alguma razão o equipamento apresentar a necessidade de ser desprendido durante o trabalho, o trabalhador precisará contar com cordas de pontas duplas, o que exige dois pontos distintos de ancoragem.

Já para serviços que são realizados verticalmente ou com algum tipo de inclinação, é necessário aplicar um carrinho que disponha de travamento automático.

O número máximo de colaboradores conectados em uma mesma linha de vida também deve ser respeitado, principalmente para evitar acidentes severos.

Há também distinções entre os tipos empregados, que corresponde a linha de vida temporal e fixa.

As próprias nomenclaturas já indicam as finalidades de cada uma das alternativas, a temporal é desmontada quando uma determinada etapa da construção é encerrada, enquanto a fixa é mantida até o fim.

O ideal é que neste segundo caso, a preocupação com a resistência dos componentes seja redobrada.

Mais aspectos sobre o projeto de linha de vida

Naturalmente, para esse tipo de instalação, é preciso que exista a elaboração de um projeto linha de vida com dimensionamentos adequados para garantir a segurança dos trabalhadores.

No projeto são incluídos fatores como a força de impacto da retenção da queda dos colaboradores, cálculo estrutural, materiais recomendados, análise de riscos, recomendações para a instalação e ART (Atestado de Regularidade Técnica).

É algo que depende da empresa responsável pela criação do projeto,  mas de qualquer maneira, é crucial que as normas vigentes sejam atendidas, em especial, no que diz respeito aos dimensionamentos dos fios, uma vez que o cálculo inadequada da carga máxima pode ser fatal no serviço efetuado.

Neste cenário, é importante abordar que além do significado do projeto perante a instalação, de acordo com a Norma Regulamentadora 35.

O empregador deve promover a capacitação dos colaboradores para que o trabalho em altura seja devidamente realizado. Sendo assim, o trabalhador preparado deve ser submetido e aprovado no que diz respeito a treinamentos, teorias e práticas.

Aspectos da instalação de calhas

Sem dúvidas, calhas e rufos representam grande importância para diversas edificações, pois contribuem de maneira significativa para evitar infiltrações.

No caso das calhas, há possibilidade de encontrar esses itens em diversos materiais, como em PVC e alumínio, mas as instalações mais utilizadas consistem em estruturas metalicas galvanizadas. Já os rufos podem ser de PVC, zinco ou alumínio.

Enquanto as calhas possuem como principal funcionalidade a captação da água da chuva e direcionamento para condutores, os rufos são instalados para a proteção das paredes e de juntas entre a parede e o telhado.

No que diz respeito a instalação de calhas, é importante que o posicionamento adequado seja uma grande prioridade,  em especial, em relação a inclinação, que deve ser mínima ou de 1% para evitar o empoçamento, criação de focos de dengue e o comprometimento das calhas.

Os profissionais responsáveis avaliarão os itens necessários para cada instalação, porém, de maneira geral, comumente são empregados itens como rebitadeira, rebites, brocas e furadeiras.

Para evitar que as calhas sejam obstruídas por elementos como folhas, é importante realizar a instalação também de grelhas protetoras.

Conforme se pode observar, a cautela deve existir nos mais variados serviços e quando se trata da linha de vida, estratégias preventivas são cruciais para evitar situações que muitas vezes podem ser fatais, como quedas.

Por esse motivo, para a realização de atividades em lugares com distinção de nível, é importante conhecimento prévio a respeito dos recursos a serem empregados em prol de um trabalho de qualidade e que seja feito de forma segura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *