Saiba a escolha ideal de corrimão para sua área externa

Atualmente, ver uma escada sem corrimão é algo muito raro. O motivo por trás disso é simples: este aparato, apesar de não parecer impactante, tem muito potencial para evitar acidentes desastrosos e potencialmente fatais.

As estruturas localizadas em áreas externas não são exceção. Na realidade, nelas há o agravante da exposição à chuva, que pode deixar degraus de escadas e pisos de varandas especialmente escorregadios.

Portanto, um corrimão para jardim também é muito importante para evitar tragédias em potencial, principalmente entre idosos, crianças e pessoas com dificuldades de locomoção.

Entretanto, não basta instalar o acessório sem critério algum e esperar que isso deixe o ambiente seguro por si só: é fundamental observar tanto as normas seguidas por profissionais da arquitetura quanto a qualidade do material escolhido. Confira, a seguir, algumas dicas para acertar na seleção:

  1. Prefira materiais nobres

Um corrimão inox costuma custar muito mais caro do que modelos feitos em outras matérias-primas, tais como o alumínio. Por conta disso, ele é considerado um item de decoração nobre.

Contudo, o valor acima da média não é à toa: este material tem uma série de diferenciais em comparação a outros. Alguns deles são:

  • Ele dificulta o acúmulo de bactérias;

  • É durável;

  • Tem um bom efeito estético;

  • É altamente resistente a impactos.

Estes benefícios fazem com que o investimento nele valha a pena. Este, porém, é apenas um exemplo: outros materiais igualmente nobres, como a madeira também proporcionam inúmeros benefícios.

Portanto, por mais que o preço também seja um fator de escolha importante, é preciso considerar que os materiais caros o são por um motivo. Portanto, sempre que for possível investir em um item mais nobre, vale a pena fazê-lo.

  1. Varandas merecem atenção redobrada

Quando se trata de espaços externos, não são apenas escadas que devem ter a segurança redobrada: também há varandas e terraços, que igualmente representam riscos de acidentes.

Contudo, no caso destes espaços, o corrimão não basta: também é preciso contar com um  guarda corpo. Trata-se de uma proteção extra, instalada sob o corrimão, que também tem potencial para evitar quedas graves.

Ela pode ser feita de diversos materiais, como vidro, metal e até mesmo gradil. Por conta da pluralidade de opções, é fácil encontrar uma que reúna segurança, bom preço e bom potencial estético para o espaço.

A boa notícia é que seu uso é tão disseminado que, normalmente, ambos os acessórios são vendidos juntos. Assim, é possível fazer uma aquisição conjunta, como no caso do corrimão de aluminio branco com vidro.

  1. Fique atento às normas técnicas

Profissionais não coordenam a instalação de corrimãos sem critério algum: eles seguem normas técnicas, editadas com o objetivo de tornar o acessório mais ergonômico e, consequentemente, eficiente na prevenção de acidentes.

Felizmente, elas são bem simples. O primeiro passo é preferir materiais de qualidade, como o corrimão de ferro para escada.

Além disso, o ideal é que ele seja arredondado, com 5 centímetros de diâmetro, de modo que seja mais simples e proporcione mais firmeza.

Da mesma maneira, é importante observar algumas dimensões. Antes de tudo, ele deve estar a uma altura de entre 80 e 92 centímetros do chão.

Caso seja muito baixo, não poderá evitar acidentes. Se for muito alto, não poderá ser usado por crianças e pessoas de baixa estatura. Caso haja guarda-corpo, a distância entre eles deve ser de quatro centímetros, para não dificultar que o usuário segure o corrimão.

A boa notícia é que, quando a instalação é feita por um profissional qualificado, ele normalmente já está a par das normas, logo, o procedimento será feito conforme necessário.

  1. Leve o estilo decorativo em consideração

Por mais que a função primordial do corrimão seja a da segurança, nada impede que ele também sirva como elemento decorativo. Portanto, para alinhar forma e função, é preciso pensar no efeito causado pelo material no ambiente.

No caso de locais decorados com uma inspiração mais moderna, por exemplo, materiais como o inox tendem a ser os melhores.

Já naqueles cujo design é mais rústico, a madeira costuma ser um material que une resistência, segurança e o toque final de que o local precisa.

  1. Pense no longo prazo

Por fim, ao fazer a aquisição e instalação do corrimão, é importante pensar na durabilidade da estrutura. Portanto, antes de optar por uma mão de obra mais em conta ou um material mais simples, é importante pensar se o barato não vai sair caro, sob a forma de defeitos frequentes que exijam manutenções ou mesmo substituições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *