Confira melhor sobre design de interiores

projeto de interiores é uma ação que visa um estudo de diversos fatores dentro de um imóvel/ambiente.

Entre os aspectos observados estão a ergonomia, conforto acústico e térmico, entre outros que visam a estética e a funcionalidade do local, podendo ser aplicada em residências, estabelecimento comercial ou no mundo corporativo conforme as necessidades das pessoas que usufruem do local.

O projeto tem um papel essencial no local, influenciando na rotina das pessoas que utilizam o espaço.

O profissional de arquitetura precisa compreender as necessidades do cliente e como o espaço vai ser usado, pois assim o projeto será elaborado de maneira eficiente.

Vale lembrar que o profissional irá desenvolver um projeto composto, com muito estudo e dedicação, que deverá apresentar:

  • Layout;
  • Projeto luminotécnico;
  • Projeto de instalação elétrica;
  • Projeto de paginação de revestimento;

O layout é uma entrevista inicial com o cliente. Nesse momento são levantados os dados do projeto, estudo do perfil do cliente no qual serão definidas as necessidades e objetivos da obra.

O projeto luminotécnico é elaborado a partir da análise de cada ambiente levando em conta a função do local, de forma a proporcionar a quantidade de luz necessária para o local, dando conforto visual.

Ainda devem ser considerados critérios econômicos e estéticos.

Também é neste ponto que se define em que local será instalada a iluminação, as luminárias ou lâmpadas que serão utilizadas e o posicionamento dos interruptores.

O projeto de instalação elétrica consiste na análise dos pontos elétricos como tomadas, internet, TV, telefone, som, entre outros, que são posicionados a partir do layout pré-estabelecido.

No projeto de paginação de revestimento são definidos os materiais que serão utilizados no piso e na parede, sua disposição no imóvel e, também, a sua aplicação.

Desse modo, garantindo uma aplicação de revestimento correta e precisa, principalmente em revestimento com desenhos específicos.

Conheças alguns passos complementares de um projeto de interiores

No projeto de interiores ainda é preciso pensar como serão compostos os desenhos da área projetada, isto é, ornamentos que dão vida aos desenhos nas paredes como: nichos, molduras, forros, sancas, etc.

Outro aspecto é pensar na decoração de casa, considerando quais móveis serão colocados, o local em que deverá ser colocado e se serão ou não sob medida.

O planejamento da decoração deve ser feita em todos os ambientes, de forma a atender a demanda do cliente.

Lembre-se de pensar neles de acordo com aspectos funcionais e estéticos, procurando por itens de racionalização de espaços.

Os móveis escolhidos também deverão proporcionar conforto e harmonia do ambiente a partir do estilo, demanda e condição.

Solicite uma consultoria de um decorador de interiores para auxiliar nas escolhas de objetos decorativos como: cortinas, almofadas, tecido, etc..

Fazer um projeto de paisagismo é um complemento do projeto de interiores, pois insere elementos naturais que harmonizam a decoração, proporcionando um ambiente mais relaxante.

Ao contratar um serviço de decoração, é preciso considerar que é um trabalho complexo e que deve ser bem planejado.

Dessa forma, quando solicitar esse serviço recorra a um profissional capacitado para auxiliar da melhor forma possível.

Qual a diferença entre Designer de interiores, decorador e arquiteto?

Muitas vezes é difícil saber com clareza a função de um decorador, de um designer de interiores e do arquiteto, levando a confundi-los em alguns aspectos.

Cada profissão tem suas tarefas, mas é comum decoradores e designers sugerirem alterações em paredes e aplicações, pois esses profissionais são habilitados para interferir na obra física.

Veja as diferenças das três carreiras:

1. Decorador

decorador é a pessoa formada em um curso de curta duração ou, também, pode ser um autodidata.

Entretanto, suas atribuições são mais restritas, porque seu conhecimento em funções de obra é quase ou completamente nulo.

Esse profissional tem o objetivo de escolher acessórios, móveis ou cores sem que precise alterá-los fisicamente na obra. Jamais pode interferir no espaço e no detalhamento da mobília.

2. Designer de Interiores

designer de interiores é o profissional que, além do serviço do decorador no projeto final, possui o intuito de contribuir no espaço.

Deve sempre seguir as normas técnicas de ergonomia, acústica térmico e luminotécnica. Ainda, precisa identificar as necessidades do cliente e colocá-las no projeto.

Esse profissional pode reconstruir o espaço por meio da releitura do layout, da ampliação ou redução de espaços dos efeitos cênicos, inserindo tendências e novidades técnicas ou desenvolvendo peças exclusivas.

Mas, o trabalho de um designer de interior fica somente na parte interna do imóvel.

Apesar disso, pode auxiliar o arquiteto a resolver os espaços de edificação de maneira que atenda melhor às necessidades do cliente e, assim, complementar o fechamento da obra.

3. Arquiteto

arquiteto é formado no curso de arquitetura e urbanismo que tem duração de cinco anos.

Por se aprofundar em matérias como a resistência dos materiais, construção, planejamento urbano, projeto de edificações, conforto ambiental, paisagismo, arquitetura de interiores é o profissional responsável pela obra e possui conhecimentos teóricos e técnicos para isso.

Esses profissionais também fazem o planejamento de projetos, execução de desenho técnico, elaboração de orçamento, padronização, mensuração e controle de qualidade, execução de obra e serviços técnicos.

Geralmente, o trabalho de um arquiteto começa na implantação do projeto, ter o parecer da localização, legislações idílicas e urbanas além do estudo de aspectos ambientais e topográficos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *