Dicas para manter o seu piso de madeira

O piso de madeira é um dos favoritos entre os decoradores de casas e apartamentos, pois ele é capaz de combinar com qualquer tipo de móvel e decoração que você queira usar.

Isso é muito bom, pois se em algum momento você sentir a necessidade de trocar tudo e dar uma repaginada no visual, você ainda consegue manter o piso sem muitas dificuldades.

Além do benefício anteriormente citado, também é possível dizer que este modelo possui características que o deixam ainda mais cobiçado, como a sensação de aconchego que ele oferece, por exemplo.

Entre as demais vantagens, é possível citar:

  • Resistência;

  • Durabilidade;

  • Boa relação custo-benefício;

  • Temperatura ambiente mais agradável;

  • Toque rústico aos cômodos;

  • Remove o efeito de eco do local.

Tipos de piso de madeira

Os tipos de madeiras mais comuns usados nas casas brasileiras podem variar bastante.

Os de madeira natural são feitos com materiais de reflorestamento, mas é necessário identificar a procedência dela para que não haja risco de infestação de cupins.

As madeiras mais utilizadas são provenientes de árvores como Ipê, Perobinha, Jatobá, Cumaru ou Eucalipto.

Já o carpete de madeira é a versão mais barata do mercado por ser uma versão industrial.

O piso laminado oferece uma qualidade superior ao carpete, por isso, ele acaba tendo um valor um pouco mais elevado, embora não chegue ao preço de uma madeira natural.

Por fim, existem outros tipos que se parecem à madeira, mas são feitas com outros materiais. O piso imitando madeira pode ser confeccionado com vinílico, a cerâmica e a madeira plástica, por exemplo.

Este são os ideais para quem quer obter o visual que ela oferece, mas não quer pensar muito na manutenção que ela requer.

Instalando o piso de madeira

O ideal é que a aplicação seja feita por um profissional qualificado, uma vez que este procedimento requer conhecimentos técnicos de aplicação.

É possível instalar piso laminado sobre cerâmica, desde que ela esteja bem nivelado antes de começar o processo, de forma que não pode haver nenhum tipo de ondulação ou degrau.

O procedimento funciona com a aplicação de lâmina por lâmina no chão, formando aquele aspecto liso. O piso laminado instalado sobre o concreto pode precisar passar por um processo de nivelamento no contrapiso, mas tudo depende das condições que ele se encontra.

Se você tiver certeza de que o chão está nivelado, você pode tentar fazer a instalação você mesmo. Tenha bastante cuidado e use os materiais indicados, como a cola para madeira, por exemplo.

Lembrando que isso deve ser feito apenas se você possui o conhecimento necessário sobre o piso, além de verificar se este não oferece nenhum tipo de imperfeição.

A manutenção

Um ponto importante sobre os pisos de madeira é que a manutenção deve ser feita com cuidado, pois existem modelos que podem exigir cuidados específicos, por isso, deve-se prestar atenção em alguns pontos.

O primeiro deles é que ele não deve entrar em contato com a água constantemente. Isso porque as propriedades líquidas são capazes de deteriorar a madeira, de forma que a durabilidade do piso fica comprometida.

No caso das superfícies envernizadas também deve-se tomar alguns cuidados. Não se deve arrastar muitos móveis ou passar objetos ásperos, pois isso acaba riscando a camada de verniz, deixando marcas que podem estragar o visual.

O ideal é passar uma resina bona para piso de madeira. Desta forma, ela irá ganhar um aspecto mais brilhoso, sem a necessidade de fazer todo um processo de envernização, que é bem mais sensível à eventual raspagem que ela pode sofrer devido aos móveis.

A restauração do brilho só pode ser feita depois que você se certificou de que não há madeiras soltas no seu piso ou se não há nenhum tipo de impacto resultante de umidade ou infiltração.

aplicação de bona em tacos deve ser feita por uma empresa profissional, pois ela é feita através de equipamentos que facilitam no processo.

Também é importante verificar se ele já não recebeu nenhum outro tratamento  feito à base de água ou óleo e se não há nenhum tipo de vestígio de sujeira, como urina de animais e resíduos de ácidos.

No caso de ele já ter recebido algum acabamento envernizado, faz-se necessário retirá-lo com uma lixa. Isso é importante para que o chão não fique manchado depois.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *