Escolha dos melhores materiais para a infraestrutura da sua empresa

Por mais que oferecer produtos e serviços de qualidade seja algo importante para o sucesso de um negócio, também é fundamental que as instalações onde ele funciona estejam em bom estado.

Do contrário, pode ser que clientes em potencial fiquem com uma má impressão do estabelecimento, ou mesmo que o cotidiano de trabalho seja afetado por defeitos e problemas estruturais.

Consequentemente, todos os itens relacionados, desde a mangueira até uma estrutura pré pronta para expandir o espaço, devem ser escolhidos com muito cuidado, e instalados por um profissional. É uma maneira simples de se evitar grandes contratempos no cotidiano de trabalho.

Confira, a seguir, algumas dicas para escolher os melhores itens de infraestrutura para a sua empresa:

  1. Analise qual modelo é o melhor

As calhas e rufos preços podem variar conforme uma série de fatores, como a região e o estabelecimento que as vende. Entretanto, há uma variável em específico que tem muita influência sobre o valor que será cobrado por ela: o material. Ambos os produtos podem ser fabricados tanto em mental quanto em plásticos, principalmente o PVC.

Apesar de esse ser apenas um exemplo, este é um padrão que costuma se repetir em outros itens de infraestrutura, pois há diversos modelos disponíveis no mercado, cada qual com uma faixa de preço distinta.

Isso, contudo, não significa que o valor deva ser o único critério de escolha, pois pode ser que um item não tenha bom desempenho em certos contextos.

Logo, o proprietário do estabelecimento deve estudar todos os tipos disponíveis a fundo, de modo a verificar qual oferece a melhor relação custo x benefício para o negócio. Ainda no caso das calhas, é interessante verificar fatores como:

  • O custo de aquisição;

  • O procedimento de instalação;

  • A necessidade de manutenção;

  • A durabilidade.

  1. Pesquisa de estabelecimentos

Por mais que o preço não deva ser o único fator que norteia a compra de itens de infraestrutura para uma empresa, ele também é importante.

Afinal, todo e qualquer negócio trabalha com um orçamento, que, quando extrapolado, pode causar um grave desequilíbrio econômico-financeiro.

Consequentemente, depois de definir qual é o melhor modelo de um item a ser instalado no estabelecimento, é importante fazer uma pesquisa extensiva a respeito dos estabelecimentos que os vendem, bem como dos preços praticados por eles.

Isso vale para todos os tipos de produtos: uma simples mangueira de pvc pode apresentar uma grande variação de preço entre lojas diferentes.

  1. Verificação de indicações e recomendações

Apesar de essa pesquisa ser muito eficiente para descobrir estabelecimentos que podem fornecer o item em questão, ela, por si só, não basta para descobrir um dos fatores determinantes da escolha, pois a qualidade dos produtos, bem como do atendimento ao cliente também são fatores cruciais a serem observados.

No caso desses critérios, o modo mais eficiente de fazer a avaliação é conversar com pessoas que já adquiriram um produto junto aos possíveis fornecedores.

Quando se trata de estabelecimentos que vendem itens para a construção de estruturas de concreto armado, por exemplo, é interessante procurar saber a respeito do cumprimento de prazos, da qualidade da matéria-prima e do atendimento pós-venda, já que muitas lojas abandonam o cliente, uma vez que o pagamento tenha sido feito.

Pode parecer algo superficial, mas que, na verdade, faz toda a diferença caso ocorra algum problema.

  1. Negociação

Por mais que um negócio forneça um orçamento que pareça já estar definido, há casos nos quais o estabelecimento pode estar disposto a negociá-lo.

Isso normalmente acontece quando a compra envolve uma grande quantidade de produtos, um alto valor financeiro ou mesmo um contrato de fornecimento contínuo.

Assim, é sempre importante que o proprietário do negócio que fará a aquisição ofereça uma contraproposta ao valor fornecido.  Vale ressaltar que ela nem sempre é apenas financeira, pois também é possível tentar flexibilizar as condições de pagamento ou de entrega, por exemplo.

  1. Compra e instalação

Após a aquisição, alguns produtos requerem um trabalho de instalação – que, em muitos casos, já está incluso no valor pago pela compra. Nesse momento, o papel do comprador é verificar se ele foi feito corretamente, e exigir o reparo de eventuais erros.

Por exemplo: as juntas de dilatação em pisos de concreto armado são de primeira necessidade em itens feitos nesse material. Se elas não forem feitas, existe o risco de que eles trinquem em dias de calor. Logo, é direito do comprador exigir sua correta implantação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *