Aprenda mais sobre os itens de segurança para um prédio

A segurança é um fator priorizado em qualquer tipo de local, seja ele comercial ou residencial.

Hoje, há uma série de normas e medidas a serem seguidas, muitas delas obrigatórias para diversas edificações, além de produtos que contribuem para estabelecer um ambiente que promova de fato proteção para as pessoas.

Um desses recursos empregados na proteção consiste no alarme de incêndio, que pode ser decisivo para os locais onde estão instalados.

Afinal, os incêndios podem provocar sérios prejuízos, não apenas na estrutura, mas para a integridade física e saúde das pessoas, uma vez que o fogo pode se espalhar de forma rápida.

Diversas técnicas são aplicadas para a detecção de incêndios e, por essa razão, os alarmes são incorporados aos sistemas de detecção com sensores de fumaça.

Quando algum tipo de risco é identificado, o alarme dispara e é fundamental que seja audível em todo o prédio.

Além disso, existem os sistemas convencionais, onde não é possível detectar de forma individual o dispositivo em questão.

Ambos sistemas estão relacionados a uma central, que funciona de forma geral, como a base do sistema contra incêndio, onde é possível controlar diferentes aspectos dele.

O que é laudo técnico estrutural?

laudo técnico estrutural é fundamental para identificar defeitos construtivos, além de contribuir para a realização de orçamentos.

Neste contexto, é importante considerar que muitos problemas estruturais  são progressivos e, por esse motivo, a atenção com infiltrações, fissuras, entre outros problemas deve ser constante.

Esse tipo de laudo é importante em diferentes casos,  por exemplo, para a contratação de serviços de reforma.

Nessa situação pode ser interessante que um profissional avalie o prédio para analisar a profundidade dos problemas que a estrutura apresenta.

A ausência desse item pode resultar em grandes problemas e principalmente em prejuízos.

Isso se deve ao fato de que a perícia analisa de forma neutra, com um aspecto técnico, sendo possível recorrer aos serviços certos para garantir um prédio regularizado e de fato seguro para todos.

Conheça os diferentes tipos de detectores

Quando se fala em detector de fumaça, é importante citar que embora existam diferentes tipos, todos apresentam duas partes básicas, que correspondem a um sensor para captar a fumaça e a emissão de um alerta de presença desse elemento.

No caso dos principais tipos de detectores, é possível citar o detector iônico e o fotoelétrico, sendo que a primeira alternativa se mostra de forma mais sensível a fumaça.

Já o detector linear, normalmente é aplicado em modelos de centrais convencionais e pode ser endereçável por fio.

O seu funcionamento consiste na emissão de um feixe infravermelho que pode ter um alcance em torno de 100 m refletido em um espelho que volta ao detector.

Ao identificar a presença de fumaça, o feixe é interrompido e o alarme é acionado.

Esses itens são ideais para a proteção de locais abertos e com tetos inclinados e/ou altos, além de também atenderem de forma eficaz áreas abertas muito amplas, principalmente ao considerar que a instalação e manutenção de detectores de fumaça pontuais são mais complexas nestes casos.

A importância da brigada de incêndio e equipamentos de segurança


A brigada de incendio desempenha um papel essencial para o combate a um princípio de incêndio, pois se trata de um grupo organizado de pessoas, que podem ou não ser voluntárias e que são adequadamente capacitadas para prestar primeiros socorros, atuar na prevenção e abandono do local previamente estabelecido.

Por essa razão, a presença desse grupo pode ser decisiva, assim como os outros recursos citados ao longo do texto.

Algumas das ações da brigada são:

  • Inspeção de rotas de fuga;
  • Identificação de situações de emergência;
  • Avaliação de riscos;
  • Acionamento de ajuda externa;
  • Realização de relatórios sobre irregularidades identificadas.

É fundamental ter consciência de que diferentes tipos de equipamentos são fundamentais nas edificações, como o extintor, hidrantedetector de fumaça, alarme, entre outros.

No entanto, toda a infraestrutura também deve ser analisada em prol de proporcionar maior proteção para as pessoas e reduzir o risco de acidentes.

Os equipamentos, a brigada de incêndio e uma boa estrutura sem harmonia entre si, pode comprometer todo o prédio, não apenas a estrutura, mas a vida das pessoas que por ali circulam.

Por essa razão, é fundamental recorrer as medidas necessárias e, principalmente, fazer com que operem de forma eficaz, constituindo um conjunto harmonioso de recursos em prol da segurança do local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *