Medidas de segurança em condomínios: prevenção de incêndios

Os condomínios são vistos como uma solução segura para quem deseja fugir da violência urbana e residir em um local tranquilo, que ofereça conforto, principalmente para as crianças. No entanto, ninguém está livre de acidentes, mas é possível adotar medidas de prevenção para evitá-los.

Um dos principais problemas em condomínios é o risco de incêndios. Infelizmente, eles são bastante comuns, ainda mais se não há estruturas de prevenção adequadas.

Por esse motivo, o síndico, funcionários e moradores devem zelar pelo cumprimento de medidas de segurança contra incêndio, a partir da instalação de equipamentos, atividades de conscientização e ações efetivas de emergência.

Dispositivos de segurança contra incêndio em condomínios

A instalação de dispositivos de segurança contra incêndio é uma das principais estratégias de prevenção. Através de aparelhos tecnológicos, como é o caso do detector linear de fumaça, é possível verificar os riscos de propagação de fogo, de maneira ágil e eficiente.

De maneira geral, os detectores lineares funcionam de maneira semelhante. Os dispositivos emitem um feixe infravermelho, com alcance aproximado de 100 metros, que é refletido em um espelho e retorna ao detecto.

Quando há fumaça, o feixe é interrompido, fazendo com que o alarme dispare. Por esse motivo, os detectores estão sempre conectados a uma central de alarme, que emite um alerta na presença de fumaça e fogo.

Vale ressaltar que um condomínio deve conter outros dispositivos de segurança, que também são imprescindíveis no caso de prevenção de incêndio, bem como em ações emergenciais. Desse modo, entre os principais equipamentos de proteção contra incêndios, destacam-se:

  • Mangueiras de incêndio;
  • Sistemas de alarme;
  • Sinalização de emergência;
  • Extintor de incendio (água, CO2 e pó químico);
  • Refletores em escadas.

Além disso, em alguns casos é necessário adquirir o AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros), que é um documento que atesta as condições do condomínio, em relação às medidas protetivas e de prevenção contra incêndio.

Nem sempre a aquisição do laudo é obrigatória, podendo variar conforme o Estado, por esse motivo, deve-se verificar os casos em que é preciso da aprovação, para manter as documentações em dia.

Fora todos esses dispositivos e legalidades, alguns condomínios optam pela instalação da porta corta fogo de correr, também como uma medida preventiva. O equipamento é excelente na proteção contra o fogo, pois opera com um sistema simples de fechamento automático, com um dispositivo sensível ao calor.

Diante disso, em casos de incêndio ou aquecimento do local, o dispositivo é disparado, podendo separar os ambientes e evitar a propagação do fogo.

Outros sistemas de proteção e segurança

Além da proteção contra incêndios, os condomínios também precisar se precaver quanto a outros tipos de acidentes, em especial, envolvendo crianças. Em prédios e edificações horizontais, recomenda-se a instalação da rede de proteção, principalmente perto de janelas e locais muito altos, sendo uma forma de evitar quedas.

Os próprios moradores podem optar ou não pelo uso da rede de segurança, no entanto, ela só traz benefícios. Mais do que proteger as crianças, a rede também é eficaz para impedir que pets caiam do apartamento, ainda mais quando estão sozinhos. Pessoas idosas também são beneficiadas contra quedas.

As redes de proteção são fáceis de instalar, sem a necessidade de grandes reformas estruturais na casa ou apartamento. Além disso, o preço de investimento é altamente acessível, por isso, muitas pessoas preferem adquirir as redes, ao invés de se manterem desprotegidas.

Finalmente, o condomínio deve contar com um sistema de monitoramento residencial, isto é, um conjunto de dispositivos que são capazes de identificar, observar e resguardar a segurança dos moradores.

Normalmente, esse sistema é composto por câmeras de segurança, que podem gravar imagens e vídeos durante 24 horas. Dessa forma, em casos de ocorrência envolvendo possíveis crimes, pode-se consultar as gravações.

O sistema de monitoramento também pode ser equipado com alarmes, que são acionados em caso de furtos ou assaltos.

Em modelos mais modernos, é possível controlar todo o conjunto de dispositivos por meio de um aplicativo, direto do celular. Ou seja, é uma maneira extremamente eficiente de manter a segurança residencial, com total tranquilidade e conforto.

Vale ressaltar que a instalação do sistema deve ser feita por uma empresa confiável e de qualidade, que ofereça todo o respaldo necessário aos seus clientes, incluindo, as manutenções preventivas nos dispositivos de segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *