Melhorando a sua casa com as manutenções preventivas

A cada dia que passa, muito aparelhos são modernizados para facilitar a vida das pessoas, mas eles precisam de manutenção para continuar com um bom desempenho.

A manutenção ar condicionado, por exemplo, pode evitar problemas e prolongar a vida útil do aparelho. Veja algumas dicas de como fazer essa manutenção de ar condicionado

Antes de começar a manutenção é preciso verificar se o ar condicionado está corretamente conectado à rede principal. É fundamental que os dispositivos manuais ou automáticos de manobra e proteção do circuito, estejam ligados sem qualquer interrupção.

O termostato e a chave interruptora precisam estar regulados e na posição correta.

Outra dica de manutenção é realizar a limpeza preventiva no ar condicionado para evitar poeira nos gabinetes, grelhas e ao redor dos aparelhos, pois poderia obstruir e diminuir o fluxo de ar. Jamais use álcool e solventes na limpeza, pois danifica o aparelho.

Também recomenda-se higienizar periodicamente as serpentinas para que não crie colônia de fungos, bactérias, mofo, entre outros contaminantes que são prejudiciais à saúde.

Análise as conexões, flanges e outras fixações do aparelho, pois evita o aparecimento de vazamentos, ruídos e vibrações, por isso, precisam estar bem apertadas.

Por último, confira as condições das peças metálica e tubulações do ar condicionado e confira a limpeza do filtro (precisa ser feita uma vez por mês).

É importante salientar que cada modelo de ar condicionado tem especificidades distintas uma da outra, por isso, o recomendado é que o usuário veja no manual qual a frequência correta para realizar a manutenção.

O indicado é contratar uma empresa especializada em manutenção de ar condicionado uma vez por ano.

Conheça mais sobre manutenção predial

A manutenção predial é uma forma de verificar toda a infraestrutura de um prédio, isso inclui os locais: sistemas elétrico, hidráulico, incêndio e de segurança, além de comunicação e climatização.

Ela está ligada com a estrutura da construção e esse processo pode corrigir erros encontrados na estrutura do prédio e, também, conservá-lo no sentido de patrimônio.

De acordo com a Associação Brasileira de Manutenção (ABRAMAN) destinar uma parte do dinheiro para uma manutenção preventiva é um investimento necessário.

A falta de manutenção predial agrega prejuízos ao bolso e, também, coloca em risco a saúde e a segurança de moradores e pessoas que circulam esses lugares.

O setor de climatização é um exemplo de fiscalização, pois as leis estão bem atentas nesse setor para assegurar a saúde da população.

A Anvisa intensificou a fiscalização nos serviços de manutenção de ar condicionado, no que visa a qualidade de ar em áreas públicas por meio da Portaria 3.523 e da exigência do PMOC.

Realizar um plano de manutenção é uma forma inteligente de economia e investimento, além disso, é essencial para conscientizar os gestores de prédios/ edifícios, incluindo os públicos que, acima de tudo, está a segurança e a saúde.

Entenda as manutenções existentes

A segurança e conservação de equipamentos, máquinas e estruturas industriais é um fator fundamental para que não aconteça nenhum acidente ou prejuízo. Mas existem três tipos de manutenções, conheça elas e veja suas diferenças.

A manutenção preventiva é um conjunto de ações de monitoramento e controle que funciona com o intuito de evitar ou amenizar falhas/ problemas em relação ao desempenho dos maquinários (hidráulicos, automotivos ou industriais).

Ela é uma manutenção planejada, ou seja, realizada de maneira periódica com base em um cronograma. Gera menos custos, logo, melhor desempenho econômico.

A manutenção corretiva é uma manutenção de correção imediata de algum problema que impede a máquina de funcionar, causando muitos prejuízos ao processo produtivo. Veja algumas de suas características:

  • Não é programada;

  • Substitui peças e componentes danificados;

  • É onerosa se não planejada;

  • Para a produção da máquina.

Mas, dependendo do caso, ela pode ser planejada desde que realize a manutenção preditiva, pois, assim, os danos são reduzidos com o custo da reposição de peças e componentes. Vale destacar que a manutenção preventiva deve ser realizada sempre com ou sem danos reais apresentados.

A manutenção preditiva é similar à preventiva, mas a diferença é que a preditiva se baseia em uma inspeção sistemática e na observação quanto a modificação dos parâmetros ou condições do desempenho do equipamento.

Portanto a manutenção corretiva e preventiva, assim como a preditiva, é necessária para o bom funcionamento dos aparelhos de qualquer setor (industrial ou doméstico).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *