Cuidados para conhecer com o piso epóxi

A escolha dos pisos e revestimentos que serão instalados em determinado espaço estão entre as etapas mais importantes de uma reforma ou de uma construção.

Afinal, são estes os materiais que suportarão o trânsito tanto de pessoas quanto de materiais pelo espaço. Logo, devem ser não apenas bonitos, como, também, resistentes.

A boa notícia é que há diversas opções existentes no mercado para que os proprietários de um imóvel escolham o melhor material para revestir o chão de suas edificações.

Uma das melhores delas – por mais que não esteja entre as mais conhecidas – é a resina epoxi, que, quando aplicada, se transforma no piso epóxi. Aprenda mais a respeito dele a seguir:

O que é o piso epóxi?

Também conhecido como piso de porcelanato líquido, o epóxi costumava ser instalado com mais frequência em espaços industriais, devido à sua resistência.

Contudo, suas características e vantagens também têm feito com que o piso industrial epoxi seja usado em residências.

Ao contrário dos demais materiais normalmente usados para revestir o chão, ele é vendido no estado líquido, sob a forma de uma resina.

Ela, por sua vez, é espalhada pelo espaço que deverá revestir, de modo que, quando se solidificar, ela formará uma cobertura homogênea e lisa, sem rejuntes.

Pode-se finalizar usando uma maquina de polir para melhorar o seu aspecto e deixá-lo mais profissional.

Quais as vantagens do piso epóxi?

Apesar de não figurar entre os revestimentos para piso mais populares, o epóxi proporciona uma série de benefícios a quem opta por utilizá-lo em um espaço comercial ou residencial.

Confira alguns dos benefícios oferecidos por ele a seguir:

Beleza

Como o piso epóxi tem como origem uma resina líquida, ele dá origem a uma superfície lisa, sem rejuntes e homogênea.

Quando ele passa por um serviço de polimento de pisos, dá origem a um piso que proporciona um belo efeito visual, dando um ar moderno e profissional a qualquer espaço. A beleza é, assim, uma de suas principais vantagens.

Higiene

Por mais que os pisos cerâmicos em si sejam fáceis de limpar, boa parte deles têm uma característica que tende a dificultar a higienização: os rejuntes.

Como eles são feitos de um material cuja superfície é áspera e representam um desnível em relação ao piso, pode ser difícil fazer com que um pano ou um rodo removam a sujeira que se acumula neles.

No caso do piso epóxi, isso não acontece: depois que a sua aplicação é concluída, ele não apresenta rejuntes, tornando-o uma opção mais higiênica.

Por conta disso, sua instalação é recomendada em espaços como;

  • Hospitais;

  • Cozinhas de bares e restaurantes;

  • Locais por onde transitam crianças pequenas;

  • Imóveis cujos proprietários não querem perder tempo com a limpeza.

Proteção contra altas temperaturas

Além do piso, também existe uma tinta epóxi. Trata-se de um material muito usado em espaços industriais devido à sua alta resistência, tanto a químicos quanto a altas temperaturas.

Deste modo, em caso de acidentes, as paredes e a estrutura do edifício ficam protegidas de danos. Além disso, a facilidade de aplicação e o menor desperdício fazem com que a tinta epóxi preço costume compensar.

O que nem todos sabem é que tais benefícios se estendem ao piso, mesmo que instalado no âmbito doméstico.

Devido à sua composição, o epóxi é uma boa opção para proteger o chão de impactos, altas temperaturas e diversas substâncias.

Aplicação rápida

É comum que as pessoas posterguem a troca do piso de um espaço tanto quanto possível, por conta de todos os transtornos trazidos pelo procedimento.

Afinal, é preciso retirar o revestimento atual, preparar a superfície e instalar o novo.

A boa notícia é que quem opta pelo piso epóxi não precisa passar por este incômodo: autonivelante e versátil, ele costuma ser aplicado diretamente sobre o piso atual, sem maiores problemas.

Quais os cuidados necessários com o piso epóxi?

Por mais que o piso epóxi ofereça uma série de vantagens, também é preciso tomar alguns cuidados antes de sua instalação, de modo a assegurar o melhor resultado possível.

Felizmente, eles são simples: basta que a superfície que estiver prestes a recebê-lo esteja devidamente limpa e livre de impurezas.

Do mesmo modo, é preciso verificar se não há peças soltas, danificadas ou tomadas pela umidade. Não é preciso nivelar o contrapiso: o próprio epóxi dá conta desta tarefa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *