Qual método de pintura escolher

Você sabe qual método de pintura escolher para os seus trabalhos? Existem as mais diversas opções, cada uma com suas vantagens e desvantagens. 

Por isso mesmo, vale a pena conhecer cada um deles, para saber o melhor para realizar o seu projeto.

Quais são os métodos tradicionais de pintura

Abaixo vamos listar os principais métodos de pintura conhecidos. São também os métodos mais empregados no mundo todo, por pessoas comuns e por profissionais especializados em pintura.

1. Trincha

A trincha é um pincel de formato chato, usado para a maioria dos trabalhos em pintura doméstica. É um dos métodos de aplicação de tinta mais antigos e conhecidos pela humanidade.

Essa é considerada uma ferramenta indispensável para o profissional da pintura. Por ser uma ferramenta simples, pode ser manuseada com facilidade pelas pessoas. 

No entanto, o uso perfeito depende qualificação e treinamento.

O método é indicado para a aplicação da primeira mão, isto é, a primeira camada de tinta, especialmente em superfícies de difícil acesso a outros métodos de pintura. Cavidades e regiões com acidentes podem se beneficiar muito da pintura com trincha.

2. Rolo

Outro método de pintura é a que utiliza o rolo, uma ferramenta que proporciona maior rendimento do trabalho. O tempo gasto para a pintura com rolo é consideravelmente inferior ao tempo utilizado com a pintura com o pincel.

Isso porque o rolo alcança uma grande área da superfície, sendo indicado especialmente para paredes altas. 

No entanto, esse método pode resultar em uma grande perda de tinta, em razão dos respingos.

Porém, essas perdas são relativas, tendo em vista que o resultado obtido é muito mais consistente e homogêneo. Grandes áreas podem ser pintadas em pouco tempo com a utilização do rolo.

3. Pistola convencional e pistola sem ar

A pistola de ar, também chamada de pistola convencional, oferece uma opção interessante para os trabalhos de pintura. 

A tinta é inserida no recipiente e em seguida é expulsa em direção ao bico, por uma força de ar.

Esse método é usado com mais frequência na indústria e nas oficinas, em razão da qualidade do resultado e obtenção de uma espessura de tinta ideal. A diluição da tinta deve ser maior, para que ela passe perfeitamente pelo bico da pistola.

Outra opção é a projeção airless, em que não existe contato entre a tinta e o ar. O ar é usado apenas para acionar uma bomba hidráulica, responsável por pressurizar a tinta. 

Esse é um dos métodos mais usados para pintura de alto padrão, como a pintura de carros.

Dicas para escolher o método de pintura ideal

Agora vamos dar algumas dicas para que você possa escolher na prática o método de pintura para o seu projeto.

Conheça os diferentes métodos

Para que você seja capaz de escolher o método de pintura perfeito para cada projeto, o primeiro passo é conhecer os métodos disponíveis. 

Acima mencionamos três desses métodos, mas existem vários outros.

Podemos mencionar, por exemplo, a pintura por mergulho, que consiste em submergir o objeto dentro de uma grande quantidade de tinta, e a pintura por cortina, em que os objetos são passados por uma cortina de tinta.

Analise o tipo de superfície

É importante entender para quais tipos de superfícies cada método é recomendado. Os pincéis, por exemplo, são usados para o acabamento, para superfícies delicadas e pequenas e para a realização de “recortes”.

Vale a pena destacar que existem pincéis de diversos tamanhos, que se diferenciam de acordo com o resultado e superfície para o qual são indicados. 

Na hora de escolher o método de pintura, isso deve ser levado em consideração.

Estude sobre o assunto

Para quem atua de forma profissional com a pintura, o melhor caminho para tornar-se especialista na escolha dos métodos de pintura, é se qualificando na área. 

Além do que muitas pessoas imaginam, para ser um bom pintor é necessário conhecimento.

Dessa forma, fazer um curso de pintor é fundamental para saber escolher entre os diversos tipos de pintura disponíveis. Além de aprender sobre os métodos mais adequados, o profissional também aprende sobre tintas e medidas de segurança.

Conclusão

Existem diversos métodos de pintura que podem ser usados para a realização de projetos. A escolha entre eles depende de muitos fatores, como a superfície de trabalho e resultado almejado.

Além disso, em alguns casos, pode ser necessária a utilização de mais de um método de pintura. Exemplo disso são as superfícies que requerem uso de rolo e pincel, para o acabamento e partes de difícil acesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *