Decoração: conheça os principais revestimentos

A decoração é uma das partes finais de uma construção, e talvez uma das mais prazerosas. Isso acontece porque é nesse momento que o ambiente construído ou reformado vai ganhar forma e estilo e revestimentos, e também vai garantir ao cliente a satisfação plena.

Decoração é muito mais que organizar elementos decorativos

Decoração não é somente escolher se haverá uma churrasqueira elétrica para espetinho na área externa, ou então se a sala terá uma mesa de vidro. Decorar é saber agregar todos os elementos visuais e materiais a fim de construir um ambiente agradável.

Dessa maneira, é necessário ter conhecimento de diversos tipos de objetos decorativos, os tipos de tintura que podem ser usados, e claro, um dos aspectos mais importantes: o conhecimento dos principais modelos de pisos e revestimentos.

Quando se decora, sempre está se tratando do que o cliente quer, mas também do conhecimento de tendências e estilos.

Assim, a pessoa, quando planeja sua decoração, deve alcançar um equilíbrio entre a tendência e o estilo que ela gosta. Com isso, o cliente, junto a um arquiteto, conseguirá definir os planos da decoração.

Tipos de revestimentos

Há vários tipos de revestimentos, como os revestimentos de parede, personalizados pelas texturas, papéis de parede e também azulejos; e os de chão, que são caracterizados pelos pisos, sendo eles de diversos modelos.

Neste texto, falaremos mais a fundo sobre os tipos de revestimento de chão e como revestimentos diferentes podem combinar com materiais diferentes como esquadrias de pvc em campinas, espelhos e outros elementos.

1. Piso de madeira

O piso de madeira é um estilo clássico e, atualmente, vem sendo bastante utilizado principalmente em obras onde o contemporâneo e o clássico se misturam, sendo o contemporâneo retratado por uma parede em drywall e o antigo ou clássico pelo piso de madeira, por exemplo.

O piso de madeira é rústico, porém, bastante versátil, adequando-se a variados tipos de decoração. Podem ser usados também como revestimentos de paredes e tetos. Há vários tipos de pisos de madeira como por exemplo:

  • Piso parquet de madeira;
  • Piso de taco;
  • Assoalho de madeira;
  • Madeira de demolição.

O piso parquet e o de taco são compostos por pequenas peças de madeira que são coladas umas nas outras fazendo diversos padrões. São os mais encontrados em casas e apartamentos antigos.

O assoalho é feito de tábuas maciças de madeira, sendo muito fortes, porém as mais caras. E as de demolição são pisos de madeira, que são retiradas de demolição e que passam por processo de limpeza. São mais baratas e possuem uma qualidade próxima às demais opções.

Dessa forma, podemos perceber que os pisos de madeira se adequam a ambientes clássicos e modernos, sendo uma ótima dica de revestimento para chão.

2. Pisos laminados

Os pisos laminados são aqueles que são compostos por lâminas de madeira (parecidos com uma divisoria de gesso), que garantem ao revestimento suas características, como por exemplo, a alta durabilidade e resistência contra impactos e arranhões.

É conhecido por piso flutuante, pois é colocado em cima de uma manta e não colado ou pregado no contrapiso. Sua instalação é fácil e consiste em sistemas de encaixe.

São quatro lâminas que compõem o piso laminado:

  • Balanço:
  • Substrato:
  • Lamina decorativa;
  • Overlay.

Sobre o balanço, é a parte mais inferior do piso, é responsável pela estabilidade do piso e pela resistência à umidade. Já o substrato é a parte mais importante do piso, composta por uma lâmina de alta densidade – HDF-H que garante resistência a impactos.

A lamina decorativa, por sua vez, é o que dá o acabamento ao revestimento, quase sempre com um desenho que imita a madeira. Por fim, o overlay é uma fina camada composta por um elemento altamente resistente, que garante que o laminado seja antiabrasão e antirrisco.

Essas camadas asseguram ao laminado suas características essenciais.

3. Piso vinílico

O piso vinílico pode ser chamado também de piso de borracha preço, pois é feito com PVC. Pode ser encontrado em diversos formatos como réguas, tábuas ou mantas.

Sua aplicação é indicada para locais secos dada a sua característica mais maleável, além do mais, ele garante o abafamento de ruídos externos e um controle da temperatura.

Assim, podemos compreender que a decoração deve unir conhecimento e visão estética, pois, são esses elementos que vão ajudar a casa a ter aquilo que o cliente deseja, que é conforto e beleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *