Finalização de obra: entenda o que é necessário

É na fase de finalização da obra que são colocados pisos, forros, são feitas as pinturas, instalação de louças sanitárias, esquadrias e demais serviços.

Portanto, nessa etapa é necessário considerar alguns aspectos, como:

  • Funcionalidade;
  • Qualidade;
  • Sustentabilidade;
  • Durabilidade.

Por isso, uma boa escolha de projeto de jardim residencial junto do cliente é essencial, e, neste artigo, você irá conhecer as principais etapas de finalização de obra.

Revestimento de pisos

Para começar, o piso trata-se de um elemento fundamental em uma construção, cujos materiais possuem características definitivas para os diferentes ambientes de um imóvel.

Afinal, há pisos que se adequam melhor à área externa do imóvel ou à cozinha, outros são melhor aplicados na sala, quartos ou banheiros.

Inclusive, hoje o mercado disponibiliza diferentes tipos de piso, sendo os principais de cerâmica, porcelanato, pastilhas, madeira, cimento queimado, entre outros.

Após o acabamento, o material recebe um polimento, o que confere ao ambiente em que ele foi aplicado mais sofisticação e beleza.

Revestimento de paredes

Essa parte da finalização diz respeito ao acabamento na parte da alvenaria e das estruturas, que levam uma camada de chapisco, emboço e reboco para nivelar a parede, além de proteger a alvenaria de contatos exteriores.

Para isso, uma opção é apostar em azulejos cerâmicos ou porcelanato, que são de preços acessíveis, além de fácil aplicação.

Já o porcelanato recebe um tratamento que deixa sua superfície um pouco mais resistente e impermeável, com uma proteção adicional contra riscos.

Antes de iniciar a finalização, pode ser preciso realizar limpeza de fachada predial, portanto, verifique as condições pós-obra.

Nos banheiros ou cozinhas, uma opção é o revestimento em granito ou mármore, conferindo um ar de requinte aos ambientes.

Revestimento de forros

O forro é utilizado para fazer a cobertura do teto dos cômodos, podendo ser a aplicação de placas de PVC, lâminas de madeira, uma simples pintura ou gesso.

Essa última opção tem sido muito adotada por proporcionar um aspecto mais delicado ao forro e por combinar com todo tipo de decoração.

Pintura interna e externa

Esta fase é um dos procedimentos mais simples, onde são escolhidas várias tonalidades de uma mesma cor para realizar a pintura de garagem residencial de um cômodo.

Neste caso, ainda há as opções de texturas e grafiatos, bem como a aplicação de pisos cerâmicos, a depender do cômodo. Isso é capaz de destacar o ambiente, deixando a decoração mais atrativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *